Interdisciplinaridade casada com incentivo à docência

0 Flares 0 Flares ×

 

Graduando de Letras oferece oficina sobre cinema a estudantes do Ensino Médio na rede pública, levado por professor de seu curso

Por Tania Neves
emfoco@feuc.br

Victor Ramos, professor do curso de Letras, fez de modo totalmente informal em novembro passado algo que o Pibid vem realizando programaticamente nas FIC: levou um aluno do 2º período de Inglês para experimentar a iniciação à docência interagindo com estudantes do Colégio Estadual Amazonas, onde ele também leciona. Diego Gomes, que atua na área de design gráfico voltado para o cinema de animação, ofereceu aos jovens alunos da segunda série do Ensino Médio uma oficina de produção de filmes de curta-metragem.

12189866_920000761428061_8604149448352589413_n

“Falei um pouco sobre as etapas de produção nessa área, dando o passo a passo de um curta desde o roteiro, a estrutura do filme, efeitos especiais, edição etc.”, conta Diego, que no passado cursou alguns semestres da graduação em Cinema, mas não concluiu o curso. Justamente por seu interesse em escrever roteiros, ele decidiu se graduar em Letras e posteriormente tentar um mestrado na área de cinema. E ficou feliz com o resultado de sua primeira incursão como professor: “As turmas interagiram bastante, e eu me senti bem à vontade explicando o tema, tirando dúvidas. Foi muito bom”.

... e ao lado de Victor: aprendendo com quem é fera! (Foto: Gian Cornachini)

… e ao lado de Victor: aprendendo com quem é fera! (Foto: Gian Cornachini)

A atividade, segundo Victor, explorou o tema de gênero textual, que faz parte do currículo mínimo. E foi possível ainda integrar na conversa temas transversais como mercado de trabalho e cultura popular. E – o mais importante – passar a mensagem de que todo caminho profissional é possível de ser trilhado, quando se tem um objetivo de vida e disposição para trabalhar por ele.

Victor festejou o sucesso da iniciativa: “Sou filho da escola pública, estando nela desde os sete anos. Apesar de certas vezes ter penado pelas ‘falhas do sistema’, tive alguns ótimos modelos que me fizeram crer na qualidade do trabalho pedagógico e no quanto podemos contribuir para vida de nossos alunos”, disse o professor, sentindo-se também agradecido pelo brilho nos olhos que Diego foi capaz de despertar em “sua garotada”.

E o professor não tem dúvidas de que bons frutos brotarão a partir daí: “Depois da oficina, estou certo dos excelentes filmes que estão por vir de meus ‘alunos cineastas’!”, completou.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


um + = 5

Somente serão aceitos comentários de autor identificado, relacionados ao assunto em pauta e que não contenham termos ofensivos.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×