História

Faculdades

FEUC, um Sucesso na Contramão da História

 

"Uma faculdade na Zona Rural (como era denominada a Zona Oeste antigamente) é um contrassenso maior do que construir um galinheiro na Avenida Rio Branco". Esta frase dita por um vereador, em 1959, na Câmara, não fez desanimar o também vereador da Zona Rural, Miécimo da Silva, que sempre se interessou pela educação e, por isso mesmo, queria trazer para esta região uma instituição de ensino superior para formação de professores.

Seu grande sonho era criar em Campo Grande uma Faculdade de Filosofia. Mas, o que parecia uma utopia para muitos se tornou uma realidade, quando Miécimo encontrou o apoio de profissionais e intelectuais interessados no desenvolvimento e crescimento da região a partir da educação. Dentre muitos outros, destacam-se os seguintes professores como colaboradores de Miécimo na concretização desse ideal: Deblangy Machado de Almeida, Wilson Choeri, Antônio Coletta de Almeida, Leda Corrêa de Noronha, Aloísio Jorge do Rio Barbosa, Carmem Navarro, Edméa Evangelho Lopes e Tito Urbano da Silveira.
Lutando contra tudo e contra todos, eles implantaram em Campo Grande a Faculdade de Filosofia, ainda sem sede própria. Ela começou funcionando, em 1961, no Colégio Batista de Campo Grande, cedido pelo também fundador, Pastor Israel Pinheiro. A seguir, funcionou no Colégio Belisário dos Santos, graças à cessão feita pelo seu diretor, Professor Helton Veloso de Castro, tendo, posteriormente, sido transferida para a Fundação Souza Marques, em Cascadura, até instalar-se na atual sede, na Estrada da Caroba.
Para atender às necessidades educacionais da região, principal prioridade de seus fundadores, a FEUC também teve a colaboração de muitas outras pessoas que, com uma visão altruísta e idealista, trabalharam até de graça para a implantação dessa Instituição na Zona Rural.
 

Apresentação


Estão as Faculdades sediadas na Estrada da Caroba, 685, Campo Grande, cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro. As Faculdades mantêm em pleno funcionamento 9 (nove) cursos de graduação, sendo que os cursos de Ciências Sociais, Geografia, História, Pedagogia e Letras (Português-Espanhol, Português-Inglês e Português-Literaturas) foram autorizados a funcionar pelo Decreto nº 48.994/60 e reconhecidos pelo Parecer nº 411/66 e Decreto nº 59.848/66. Já o curso de Matemática, autorizado pelo Parecer nº 316/67 e Decreto nº 62.323/68, e reconhecido pelo Parecer nº 4868/75 e Decreto nº 77.171/76. Atualmente, o curso voltou a ser de Matemática, conforme portaria nº175, de 12-08-2006.
Desta forma, as Faculdade Integradas Campo-Grandenses, há mais de cinquenta anos, dedica-se à formação de professores, tendo um compromisso moral com a qualidade da educação, especialmente atinente à zona oeste da cidade do Rio de Janeiro - possuidora do maior contingente estudantil da América Latina - e a de municípios vizinhos ao Rio de janeiro, como é o caso dos de Itaguaí, Mangaratiba, Seropédica, Angra dos Reis, Parati, Paracambi e parte da baixada fluminense.
Como todos costumam dizer, a tradição das Faculdades é tão acentuada nessa região, que dificilmente não se encontram em suas escolas professores formados por essas Faculdades. E a sua responsabilidade se torna ainda maior, quando se constata que muitas autoridades da região, diretores de escolas e mesmo de instituições de nível superior foram formados pela Faculdade.
As Faculdades oferecem, também, cursos de pós-graduação "lato sensu" nas áreas dos cursos mantidos em nível de graduação.
O ventre da Zona Oeste
Segundo elementos da cultura africana, depois do nascimento de "deus", de seu ventre foram surgindo todas as coisas do universo: o sol, as estrelas, o mar, o homem, os animais... Na Zona Oeste, pode-se dizer, com certeza, que a FEUC foi este "ventre" que gerou grande parte das instituições de ensino, proporcionando e favorecendo o seu desenvolvimento, graças ao seu pioneirismo e absoluto sucesso na visão real de futuro que tiveram seus idealizadores.
Hoje, pode-se comprovar que uma parcela significativa das autoridades regionais, a grande maioria dos dirigentes de escolas, dos docentes e até mesmo dos proprietários de escolas e faculdades da Zona Oeste e de municípios vizinhos são ex-alunos das Faculdades Integradas Campo-Grandenses. Neste sentido, a FEUC se constitui num grande pólo irradiador e multiplicador de educação em uma região que hoje é, sem dúvida, um dos maiores centros educacionais da América Latina.

Fascinada pela Educação

Mesmo já tendo decorrido 50 anos de sua fundação, formando mais de vinte mil professores, ainda hoje, a FEUC se mantém na contramão da história, pois continua FASCINADA pela formação de profissionais da área de educação. Enquanto a maioria das instituições de ensino superior deixaram de se interessar pelos cursos de Licenciatura, a FEUC se dedica à educação por acreditar que a mudança de um país começa a acontecer dentro das salas de aula e, é claro, naquelas que têm professores.
A prova de seu sucesso é que hoje convivem num momento muito especial na direção da instituição, antigos instituidores e fundadores, alguns de seus ex-alunos, como Hélio Rosa de Araújo, Jacinta Reis Ferreira, Dieni da Costa Pimenta, Durval Neves da Silva, além de muitos outros na área de ensino.



A FEUC hoje

O tempo passou, mas todo aquele idealismo dos antigos fundadores permanece vivo nos instituidores atuais. Nessa perspectiva, a FEUC continua seu processo de desenvolvimento, visando aprimorar o atendimento à população estudantil. Assim, muitos investimentos têm sido efetuados no âmbito material e de recursos humanos. Daí a certeza e felicidade em afirmar que a vida acadêmica da FEUC promete ser mais enriquecedora que nos últimos anos. E isso se deve à efetiva dedicação de seus funcionários, professores e alunos.


ESTRUTURA ORGANIZACIONAL


Presidente
Durval Neves da Silva

Diretor Administrativo
Prof. Hélio Rosa de Araújo

Diretora de Ensino
Prof. Arlene da Fonseca Figueira


Diretor das FIC
Prof. Hélio Rosa de Araújo

Diretora do CAEL
Regina Sélia de Oliveira Iápter

Coordenadora de Pós-Graduação
Prof ª. Gabriela dos Santos Barbosa

Coordenador Acadêmico
Prof. Valdemar Ferreira da Silva

Coordenadores
Bacharelado em Administração: Profª. Cátia Regina França de Sousa Gaião e Silva
Ciências Sociais: Profª. Célia Regina Neves da Silva
Geografia: Profª. Rosilaine Souza de Araujo
História: Profª Vivian Cristina da Silva Zampa
Matemática: Prof. Alzir Fourny Marinhos
Pedagogia: Profª. Maria Licia Torres e Luiza Alves de Oliveira
Letras: Profª. Arlene da Fonseca Figueira e Renata Souza
Informática: (Sistema de Informação e Computação) Aline Silvestre Rosa
Tecnólogo em Sistemas Elétricos: Profª Luciane de Rezende Souza
Tecnólogo em Automação Industrial: Profª Ms. Kattia Eugenia Noboa Cardoso Medeiros
CPA (Comissão Própria de Avaliação) Profª. Rosilaine Souza de Araujo