Por dentro das FIC - Matéria 03

PÓS-GRADUAÇÃO:UM PASSO QUE MUDA VIDAS

Concluir um curso de graduação é um momento memorável na vida acadêmica de muitos, mas num mercado competitivo e exigente, a necessidade de aprimoramento profissional é inquestionável. Para tanto, é crescente o surgimento de programas de especialização presenciais e a distância em todo país. Dados do Ministério da Educação (CAPES, 2009) revelam que o número de pós-graduandos cresceu nos últimos anos e isso se dá por conta, tanto da expansão da Educação Superior, quanto das necessidades em obtenção de competências específicas para a prática profissional.

Antes de continuarmos, é importante entender a questão da Educação Superior, suas modalidades e perfis. Existem, hoje, nos cursos superiores, as modalidades de Bacharelado (visa à formação de profissionais de áreas específicas e tem duração entre quatro e seis anos), Licenciatura (visa a formar professores para a Educação Básica e tem duração entre três e cinco anos) e, o mais recente, Tecnológica (cursos com formação mais específica voltada para prática profissional em nichos do mercado e tem duração entre dois e três anos). Ao terminar uma dessas modalidades de graduação, o estudante poderá cursar uma pós-graduação que, como diz o nome, acontecerá imediatamente após a conclusão do curso universitário.

Os programas de pós-graduação se organizam em dois perfis: a pós-graduação lato sensu (que se organiza em cursos de especialização) e Stricto Sensu (que se organiza em cursos de mestrado e doutorado). Para oferecer um curso de mestrado ou doutorado, a instituição deverá ter status universitário e ser credenciada pela CAPES. O estudante, ao terminar a graduação, poderá ingressar em qualquer um desses cursos de pós-graduação, contudo, devem-se observar os critérios de seleção. Por exemplo, grande parte dos cursos de doutorado, em sua seleção, solicita a apresentação do diploma de mestrado, mas ainda existem aqueles que não o solicitam, permitindo, assim, o ingresso de concluintes de graduações, apenas.

Na FEUC, em 1986, foi criada a Coordenadoria de Pós-Graduação, Extensão e Pesquisa, a CEPOPE. Nesse departamento, são oferecidos cerca de vinte cursos Lato Sensu, organizados em áreas do conhecimento e com vistas à formação profissional e acadêmica de seus egressos. Ao longo desses mais de trinta anos, muitos foram os frutos colhidos na trajetória da CEPOPE e descreveremos alguns deles ao longo dessa matéria.

 

CURSOS REGULAMENTADOS E SERIEDADE COM OS PROCESSOS

A FEUC não sedia programas chancelados por outras instituições ou conduz cursos sem status de regularidade. Há muita seriedade na abertura e manutenção dos cursos, equipes e projetos. Como pode ser observado na imagem ao lado, todos os nossos cursos constam no cadastro nacional do Ministério da Educação.

 

FORMANDO PARA A PESQUISA E VOOS MAIS ALTOS:

Karina Rangel Cruz de Assis (foto) ingressa, em 2018, no programa de mestrado em História Política na UERJ, tendo obtido nota 9,2, na entrevista, e nota 10,0, na prova escrita, garantindo, assim, colocação em oitavo lugar. Segundo ela é importante reforçar “[...] o quanto a FEUC e o quanto os meus professores foram fundamentais para essa conquista”.

Segundo, Karina, a participação, ainda na graduação, no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) muito contribuiu e mostrou “[...] o quanto a pesquisa pode ser apaixonante.” A relação entre os estudos no PIBID e sua temática de TCC na graduação a motivaram a refinar metodologias e conhecimentos no curso de Pós-Graduação em História Social e Cultural do Brasil e, em julho de 2017, defendeu sua monografia dentro da linha de pesquisa inicial, fato que permitiu a elaboração de seu projeto de mestrado.

 

DEPOIMENTO:

Eu não posso deixar de citar todos os meus professores, da graduação e da pós-graduação que me mostraram o quanto um professor é importante na vida de seus alunos. Foram os meus professores que me mostraram o quanto a educação é importante para a libertação e autonomia do indivíduo. Foram meus professores que me ensinaram que “Conhecimento é poder”. Agradeço à Fundação Educacional Unificada Campo-grandense por ter selecionado com cuidado cada um dos seus docentes. Agradeço por ser uma instituição humana, que valoriza os seus alunos, seus profissionais e que faz jus ao título de “A casa do professor”. Tenho muito orgulho em dizer que fui aluna da FEUC e que tive aula com profissionais que não demonstram apenas um excelente currículo Lattes, mas que, acima de tudo, demonstram humanidade, respeito e amor à educação.

 

ADQUIRINDO COMPETÊNCIAS PARA UMA NOVA PROFISSÃO:

A Psicopedagoga Clínica Bárbara Correa inicia seu trabalho em consultório agora, em 2018, após concluir, em 2017, seu curso de Pós-Graduação em Psicopedagogia Clínica. Abrir um consultório para atendimento de crianças e adultos com transtornos de aprendizagem é o foco da do egresso desse curso e, para Bárbara, trata-se da realização de um sonho.

A Psicopedagogia é uma ocupação recente no plano nacional e global. São poucas as instituições, no Brasil, que oferecem cursos de graduação na área e, portanto, fica a cargo dos cursos de especialização a formação profissional daqueles atuantes na área. A Associação Brasileira de Psicopedagogia (ABPP) orienta instituições quanto à abertura e manutenção dos cursos. Destacamos, que os cursos de Psicopedagogia Institucional e Clínica da CEPOPE seguem todas as orientações da referida Associação, sendo, inclusive uma das poucas instituições da cidade que oferece, integrada a grade do curso, a disciplina de estágio orientado e supervisionado na área.

PALAVRAS DE BÁRBARA SOBRE SUA FORMAÇÃO: “Pedagoga formada pela Instituição, dei continuidade a minha formação profissional em especialização no curso de Psicopedagogia Clinica, para uma melhor qualificação profissional e amplitude dos meus conhecimentos. Acreditando nisso, investi, e busquei na Pós Graduação da Feuc estas características que me ajudaram e contribuíram para minha trajetória de sucesso. Hoje sou ex-aluna, porém realizando um sonho de por em prática tudo que a Instituição me proporcionou agregando a qualificação adquirida se transformando em realidade, pois dentro da Instituição estou abrindo o meu consultório, junto com uma Equipe gabaritadas e experientes onde vou poder transmitir toda a minha sabedoria e busca que a FEUC, me proporcionou durante o curso. Há um corpo docente capacitado, eles vão além das salas de aulas buscando o melhor para seu aluno, através de indicações de Estágios em Clínicas comprometidas com a sua aprendizagem. Hoje projeto sim meu futuro com mais segurança e tranquilidade, na certeza que estarei qualificada a transformar vidas , a oferecer recursos e respeito ao caminho da inclusão com aqueles que apresentam de alguma forma, uma dificuldade de aprendizagem e assim poder propiciar a construção e o prazer do saber.”

Nilcéia dos Santos, em 2014, decidiu mudar os ares e ingressar na primeira turma do curso de Pós-Graduação em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) da CEPOPE. Com formação inicial na área de Letras (Português e Inglês) e atuação em escolas públicas e cursos de Inglês, viu na LIBRAS uma possibilidade de busca por novos conhecimentos e integração com a comunidade Surda.Ela e sua turma foram muito ativas no período em que estiveram na CEPOPE organizando, no meio do curso o SELAL (Seminário de Libras e Aquisição da Linguagem) e, no fim do curso, uma palestra para surdos, 100% em LIBRAS, interpretada pelas próprias pós-graduandas.

 

 

 

 

 

DEPOIMENTO DE NILCÉIA: “A pós em Libras da FEUC realizou um sonho antigo de conhecer e aprender esta língua tão encantadora. Nossos professores foram maravilhosos, com destaque muito positivo para a professora de aula prática Maria José e o professor de Linguística Victor Ramos que são extremamente profissionais, competentes, dedicados e sempre disponíveis para nos auxiliar e incentivar. Recomendo este curso a todos que desejam enriquecer seus conhecimentos sobre Libras e abrir a mente com debates e propostas de trabalhos acadêmicos interessantes e desafiadores.”

 

APRIMORANDO PRÁTICAS E FAZENDO AINDA MAIS SUCESSO:

Andréa Raquel, professora de Espanhol da rede pública estadual (SEEDUC e FAETEC) é o clássico exemplo de professora dinâmica. Na foto ao lado, está em uma atividade sobre contos de fadas em espanhol com seus alunos do CVT (FAETEC). Raquel fez a pós-graduação em Língua Espanhola em 2007 e só colheu frutos de um curso que acredita ter confirmado seus ideais com o que se refere às práticas lúdicas, à pedagogia de Projetos e ao trabalho interdisciplinar

,DEPOIMENTO DE RAQUEL: “A Pós Graduação em Língua Espanhola na FEUC de 2006 a 2007 contribuiu para aprimorar minha prática pedagógica, pois compartilhar experiências com colegas de profissão e principalmente professores gabaritados foi fantástico. Lá se vão 10 anos e a memória fica um pouco mais vagarosa, mas destaco três que marcaram meu caminhar na instituição de ensino: Professor José Ricardo que mostrou segurança e clareza em suas explicações, a Professora Lucy que foi a que escolhi para me auxiliar no trabalho de conclusão porque me identifiquei com sua prática pedagógica e a Professora Ana Paula Oliveira que até hoje mantenho contato e que estava junto na banca quando da apresentação da monografia.

Devo salientar que desde que fiz o Curso Normal já era uma prática constante e que a FEUC me deu modos de organizar minhas ideias em forma de estudo e também me capacitou para um ensino contextualizado de Língua Espanhola mais elaborado e mais dinâmico. Além disso, a conclusão da Pós contribuiu para a aprovação em concursos públicos futuros, tanto no que diz respeito ao conhecimento diversificado adquirido, quanto na pontuação por titulação.

Já atuei em muitas escolas privadas e o melhor SEMPRE exercendo o que acredito e que é minha prática pedagógica! Aprender se divertindo! Agradeço também ao social da instituição, pois lá fiz amigos que levo até hoje. Lembro de quando apresentávamos trabalhos com adornos hispanos. E quando paramos numa pizzaria porque fomos vestidas de Chapolín . Amigos, aprendizagem e ludicidade são fatores essenciais para o meu caminhar!”

“Meu nome é Gledison Moret Cruz. Cursei Especialização em Língua Inglesa na FEUC de agosto de 2015 até março de 2017. Posso afirmar que a minha experiência na Pós-Graduação foi bem positiva. Os profissionais que ministraram as aulas são extremamente qualificados. Além de terem um conhecimento profundo nas matérias que ministram, eles são excelentes motivadores, apaixonados pela arte de ensinar. Sou eternamente grato aos professores Ana Paula Cypriano, Andrea Fernandes e Victor Ramos por acreditarem no potencial de seus alunos e por sempre nos incentivarem a continuar. Posso citar como exemplo o apoio que eles me deram para fazer a prova do concurso para o Município do Rio de Janeiro. Não fossem eles, talvez eu não teria tentado realizar a prova.”

“A Pós Graduação em Matemática Aplicada ao Ensino Fundamental e Médio contribuiu muito para aprimorar minha prática pedagógica, me capacitou para um ensino contextualizado da Matemática. Além disso, a conclusão da pós contribuiu para a aprovação em concursos públicos, tanto no que diz respeito ao conhecimento adquirido, quanto na pontuação por titulação: em 2008 passei em 30° lugar para Professor de Matemática de 16h do Município do Rio de Janeiro e, em 2012, passei em 12° lugar para Professor de Ensino Fundamental de Matemática 40h, também no Município do Rio de Janeiro. Hoje atuo como Diretora Adjunta na escola em que trabalho desde janeiro de 2009. ”

 

“ Olá! Sou Luciene Ornellas. Após a formação em Geografia, na Feuc. Recebi um convite para coordenar na escola que lecionava. Para tanto, resolvi fazer a Pós Graduação em Coordenação e Supervisão Pedagógica. O que me ajudou a atuar não só na escola que lecionei como em outras unidades de ensino da zona oeste. Após anos de trabalho, consegui abrir minha própria escola. Sou proprietária de uma Creche Escola no bairro do Recreio dos Bandeirantes, RJ. E mais uma vez vim fazer uma Especialização necessária para minha carreira: Cursei a Pós-Graduação em Educação Especial. Outro curso de excelência! Tudo que consegui atribuo aos investimentos que fiz nas Pós Graduações da Feuc. #souFeuc “