XIX Encontro de Ciências Sociais e XVIII Semana de Geografia da FEUC

Crise política e desmonte da democracia: uma não tão nova face do neoliberalismo

Um dos mais importantes historiadores da atualidade, morto em 2012, denominou "o breve século" XX de Era dos Extremos. Hobsbawn constrói sua reflexão recortando este período a partir de 1914, ou seja, a partir do início da 1ª Guerra Mundial. Foi o período em que as disputas se acirraram pela belicosidade. Como Hobsbawn classificaria o século XXI? Como classificaria, sobretudo, esta segunda década? O que vivemos e assistimos é o total desmonte do legado construído nesses dois últimos séculos, no que tange à democracia e ao que ela efetivamente representa: uma sociedade pautada na liberdade de luta por direitos sociais, políticos e humanos e no convívio fraterno em decorrência dessas conquistas. O que temos sentido no cotidiano de nosso trabalho, seja nas salas de aula, seja na militância política ou nas redes, é uma perplexidade que cresce, é como se não acreditássemos ser possível esse total desmonte de direitos, o retorno ao período colonial, à violência, precarização e supressão da liberdade nos segmentos sociais que vivem do trabalho. E tudo isso legalizado pelo Estado.

São essas as reflexões que nos mobilizam à realização de mais um encontro anual dos docentes e discentes dos cursos de Ciências Sociais e Geografia. E, como sempre, contamos com intelectuais incansáveis que estão na militância e sempre atendem ao nosso chamado.

Confira, abaixo, o cartaz com a programação do evento: